O castigo de Ilda

Da série de textos antigos. Já contei para vocês que teve uma época da vida que as pessoas me contavam causos e eu colocava uma dose de imaginação neles para escrever umas historinhas e divertir a mim mesma e à família. Esse foi escrito em 2008, baseado em uma história que minha mãe conta sobre como … Mais O castigo de Ilda

O feliz fim da iguana perdida

Numa bela manhã ensolarada de sábado, uma jovem mulher e seu namorado assistiam TV na sala quando, de repente, ouviram latidos incansáveis de uma das cachorrinhas que vive na mesma casa. Ela tem o costume de latir para qualquer pessoa ou animal que se aproxime do portão, então o casal pensou que ela apenas estava sendo “cansona”, para utilizar uma … Mais O feliz fim da iguana perdida

A barata tonta

Da série: textos antigos que tenho guardados e resolvi republicar. Já contei aqui que, em uma época um pouco distante da minha vida, costumava escrever historinhas bobas para as pessoas que me contavam um causo. Eu pegava esse causo, acrescentava um pouquinho da imaginação que ainda tinha naquela época e escrevia uma história. Como bobeira … Mais A barata tonta

Por que a musiquinha do gás é tão triste?

Da série: textos antigos que tenho guardados aqui e resolvi republicar. Já contei pra vocês que, quando eu costumava ter mais tempo na vida (leia-se: antes de entrar na faculdade, começar a trabalhar, mestrado, mudanças), costumava escrever historinhas sobre coisas aleatórias. Era só uma diversão mesmo, tentando colocar em palavras a imaginação fértil que tinha naquela … Mais Por que a musiquinha do gás é tão triste?